Primeiros socorros para gatos

Um guia para prevenção de veneno para gatos

Um guia para prevenção de veneno para gatos

A curiosidade pode realmente matar o gato.

Nossos amigos felinos estão constantemente explorando seus arredores, aproveitando seus instintos naturais para investigar e aperfeiçoar suas habilidades de caça. Infelizmente, a propensão dos gatos à descoberta pode facilmente causar problemas.

Existe um mito em torno de que os gatos são menos suscetíveis ao envenenamento do que os cães, graças às suas tendências alimentares mais discretas, mas esse simplesmente não é o caso. Quando você combina a natureza curiosa dos felinos com o hábito de lamber substâncias encontradas em seus casacos, elas se mostram longe de estarem imunes aos perigos do veneno. De fato, venenos e substâncias tóxicas podem ser ainda mais perigosas para os felinos, pois possuem tamanhos corporais menores e sistemas digestivos menos capazes de decompor certas substâncias.

Não é incomum para veterinários e clínicas de animais fazerem ligações telefônicas frenéticas de proprietários que descobriram que seu gato ingeriu algo potencialmente tóxico. Com educação adequada e esforços preventivos, podemos nos esforçar para minimizar essas situações. A Semana Nacional de Prevenção de Intoxicações - que acontece anualmente na terceira semana de março (20-26 de março deste ano) - representa uma campanha projetada para aumentar a conscientização sobre substâncias perigosas e sobre como lidar com uma emergência relacionada a venenos.

O bem-estar a longo prazo do seu felino pode muito bem depender da sua capacidade de limitar a exposição dele a substâncias venenosas comuns. Aqui está o que você precisa saber sobre a prevenção de gatos e venenos:

Intoxicação por gatos - O que você deve saber

Vivemos nossas vidas cercadas por vários venenos e substâncias tóxicas, que podem levar a doenças em nossos amigos felinos. Os danos infligidos ao corpo de um gato dependem da quantidade de veneno ingerido e por quanto tempo o veneno estava presente antes do tratamento. Se o tratamento for imediato, muitos venenos não resultam em doenças significativas. Alguns, independentemente da rapidez com que o tratamento é administrado, são fatais ou resultam em danos permanentes.

Os efeitos de um veneno nem sempre são imediatos e podem levar dias ou semanas para se materializar. Portanto, se você testemunhar seu gato ingerindo uma substância potencialmente tóxica, não seja atraído para uma falsa sensação de segurança simplesmente porque ele não fica imediatamente doente. Toda ingestão tóxica é motivo de preocupação e deve solicitar uma ligação imediata ao seu veterinário ou unidade de emergência animal local.

Enquanto alguns venenos são inalados ou absorvidos, a maioria é ingerida. Os sinais de envenenamento em gatos incluem:

  • Letargia ou lentidão
  • Vômito
  • Falta de apetite
  • Tropeçando ou cambaleando
  • Dificuldade respiratória
  • Apreensão

Seu guia para intoxicações comuns por gatos

Existem centenas de substâncias que seu gato pode acessar. Alguns são altamente tóxicos e outros não são tóxicos. Se você acha que seu gato pode ter sido exposto a uma toxina, verifique o rótulo do item e leia sobre sua toxicidade. Muitas vezes, as informações das embalagens relativas às crianças são relevantes para os gatos e alguns fabricantes até discutem a toxicidade dos animais de estimação. Se houver um número 800 na embalagem - ligue!

Para a maioria das intoxicações, não há muito que você possa fazer em casa. Consulte o seu veterinário ou unidade de emergência animal se suspeitar que seu felino foi envenenado. Para alguns venenos ingeridos, seu veterinário pode recomendar a indução de vômito antes de levar seu gato para exame e tratamento. Ao visitar seu veterinário, leve a embalagem do produto com você.

Diagnosticar doenças devido a envenenamento pode ser difícil se a exposição ou ingestão não foi testemunhada. O diagnóstico pode ser feito com base em testes de diagnóstico, exames de sangue e urina ou exame físico. Embora alguns venenos possuam antídotos específicos, os tratamentos gerais para envenenamento incluem redução da absorção adicional, atraso na absorção e aceleração da eliminação.

Os melhores venenos domésticos que afetam gatos

Os gatos são famosos por sua natureza brincalhona e curiosa, o que geralmente os leva a consumir itens perigosos. Infelizmente, a família média contém muitas substâncias potencialmente perigosas que seu felino pode encontrar - desde produtos de limpeza de carpetes a anticongelantes a inseticidas.

A Linha Direta de Venenos de Animais compilou a seguinte lista das cinco principais substâncias tóxicas que os gatos consomem:

  • Plantas: os gatos são famosos por comer plantas e sofrer as consequências. A ingestão do lírio da Páscoa, por exemplo, pode levar a vômitos, diarréia e insuficiência renal.
  • Pesticidas: Os gatos são envenenados principalmente pelo contato com pesticidas e fertilizantes concentrados. Isso pode ocorrer se o produto não for armazenado adequadamente ou se for usado muito no gramado.
  • Produtos para a casa e produtos de limpeza: variam bastante na composição química e na toxicidade. Esses produtos podem causar náusea, vômito e diarréia ou queimaduras químicas, resultando em danos aos órgãos.
  • Medicamentos com receita médica: O recipiente pode ser à prova de crianças, mas seu gato pode conseguir os comprimidos dentro. Todos os medicamentos devem ser colocados fora do alcance dos felinos.
  • Medicamentos de venda livre: é importante lembrar que certos medicamentos de venda livre não têm o mesmo efeito em animais de estimação do que em seres humanos. A aspirina, por exemplo, pode ser perigosa.

Alimentos perigosos: eles são prejudiciais ao seu gato?

Os americanos gastam bilhões em alimentos para animais anualmente. Apesar de seus donos frequentemente comprarem a melhor comida disponível, alguns gatos preferem comer o que comemos. No entanto, certos alimentos humanos podem ser perigosos para o seu felino, causando graus variados de doença.

Os alimentos humanos com forte potencial de envenenamento para gatos incluem:

  • Bebidas alcoólicas
  • Maçãs, damascos, cerejas, pêssegos e ameixas
  • Abacates
  • Fermento em pó e bicarbonato de sódio
  • Chocolate
  • Café
  • Comidas gordurosas
  • Lacticínios
  • Uvas e Passas
  • Macadâmia
  • Alimentos mofados ou mimados
  • noz-moscada
  • Cebolas e Alho
  • Massa de levedura

(?)

Plantas venenosas e seu gato

As plantas são atraentes para os gatos. Embora sejam carnívoros estritos, os gatos gostam da textura de certas plantas, especialmente aquelas que têm folhas semelhantes a grama ou textura fina, como o hálito do bebê, samambaias e flores secas. A maioria das plantas age pelo menos como um emético, o que significa que seu gato vomitará logo após comer. O consumo de outras plantas pode levar a insuficiência renal ou hepática, convulsões ou até morte.

Para tratar efetivamente um problema de intoxicação por plantas, é importante que você e seu veterinário saibam especificamente qual planta seu gato consumiu. Como nomes comuns e nomes científicos são usados, verifique se a identidade está correta. Se não tiver certeza, leve a planta ao seu veterinário para identificação.

Para proteger seu gato de envenenamento por plantas, é importante:

  • Mantenha plantas venenosas conhecidas fora do alcance do seu gato.
  • Cuidado com as plantas que foram mastigadas.
  • Monitore seu gato para sintomas de envenenamento.
  • Leve seu gato ao veterinário se você suspeitar que ele tenha consumido uma planta venenosa.

Toxicidade da nicotina em gatos

A nicotina é tóxica para gatos. A fonte mais comum de nicotina são os produtos de tabaco, como cigarros, bitucas de cigarro e até chicletes e adesivos de nicotina. Alguns gatos são atraídos por produtos como tabaco de mascar, que são complementados com sabores como mel e açúcar.

Se você suspeitar que seu felino tenha ingerido nicotina, consulte seu veterinário imediatamente. O tratamento imediato envolve a redução da quantidade de nicotina no estômago, mantendo o gato vivo até que a nicotina seja decomposta pelo organismo. Isso pode ser conseguido através da indução de vômito, introdução de fluidos intravenosos ou bombeamento no estômago de um gato.

Apesar do tratamento, alguns gatos que ingeriram grandes quantidades de nicotina podem não sobreviver. Se um animal sobreviver às primeiras quatro a cinco horas, o prognóstico é considerado bom. A maioria da nicotina é eliminada do corpo dentro de 16 a 20 horas.

Recursos para prevenção de veneno de gato

Quer conselhos mais úteis sobre como manter seu felino a salvo de venenos? Confira nossos artigos em destaque:

(?)