Em geral

Custo da cirurgia em cães Piometra

Custo da cirurgia em cães Piometra


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Custo da cirurgia em cães Piometra

Este vídeo mostra como os gatos são afetados pela infecção da piometra, incluindo os sintomas e o que observar. Esta postagem vem em parte do seguinte artigo.

O que é Piometra e o que causa Piometra?

Piometra é uma infecção do útero e freqüentemente ocorre em gatos jovens. Geralmente ocorre após um distúrbio no trato genital que permite que uma bactéria ou outros organismos entrem no útero e causem uma infecção. A piometra pode estar associada ao estresse, como castração, castração, procriação ou se o gato teve uma ninhada recente ou se o gato foi esterilizado ou castrado.

A piometra é geralmente mais comum em gatos entre um e três anos de idade, mas às vezes é observada em gatos adultos.

O comportamento de ronronar costuma ser o primeiro sinal de que um gato está sofrendo de piometra e pode ser bastante agudo ou crônico, dependendo da gravidade da infecção.

Gatos com piometra podem apresentar aumento da sede ou da micção. Um aumento do apetite e perda de peso podem ser observados em alguns gatos. Corrimento vaginal e secreção com sangue da vagina também podem ser observados.

Se um gato desenvolver piometra, o proprietário deve entrar em contato com o veterinário imediatamente.

Causas e sintomas de Piometra

Quão comum é Piometra?

Piometra é uma condição relativamente comum em gatos, no entanto, é mais comumente vista em gatinhos com idades entre um e três. Piometra é vista mais comumente em gatas.

Causas e sintomas

Uma infecção é a causa mais comum de piometra em gatos. A infecção geralmente começa como uma inflamação do colo do útero e do útero, que gradualmente se espalha para o útero. A infecção pode então passar para a cavidade vaginal. Os sinais de infecção de piometra geralmente aparecem cerca de uma a três semanas após o início da infecção.

Vários fatores de risco para piometra em gatos incluem ser fêmea, castrada ou grávida, ter baixo peso corporal ou estar no cio.

Em um estudo, aproximadamente dois terços dos gatos com diagnóstico de piometra tinham mais de um ano de idade.

Embora a maioria dos gatos com piometra sejam fêmeas, cerca de 10% dos gatos com piometra são machos.

Os gatos com diagnóstico de piometra geralmente têm entre um e três anos de idade.

Gatos com piometra geralmente têm menos de seis anos de idade, mas foram registrados a partir dos dois anos de idade.

Os gatos também podem ser diagnosticados com piometra durante a gravidez.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de infecção de piometra em gatos incluem:

Corrimento vaginal anormal (mucopurulento, purulento)

Dor abdominal

Febre baixa (menos de 102 graus Fahrenheit)

O corrimento vaginal pode conter pequenos aglomerados ou cadeias de bactérias

Corrimento vaginal anormal pode causar vaginite bacteriana

Gatos com piometra podem ficar apáticos ou ansiosos e podem não querer comer. A secreção pode ser sangrenta.

Os sintomas da piometra podem ser confundidos com outros sintomas de doenças, incluindo doenças do trato reprodutivo em cães.

Se você notar os sintomas de piometra, é importante consultar o seu veterinário.

Se você notar corrimento ou sangramento vaginal, converse com seu veterinário.

Seu veterinário poderá descartar outros sintomas, como doenças do trato reprodutivo em cães, e poderá determinar quais testes serão necessários para diagnosticar a condição.

Os testes que seu veterinário solicitará para diagnosticar piometra dependerão do estágio e da gravidade da infecção. Seu veterinário também determinará como a infecção progrediu para garantir que seu gato esteja seguro e bem cuidado.

Diagnóstico

O diagnóstico da piometra é feito pela localização de fluido no útero e em outros sistemas orgânicos.

Seu veterinário irá inserir um tubo na vagina do seu gato e remover o fluido do útero e dos tubos. Seu veterinário também removerá fluidos dos pulmões do gato.

Seu veterinário fará um teste de fluido para determinar o tipo de bactéria e se o gato tem inflamação ou outra doença. Seu veterinário determinará o estágio da infecção.

Os testes que seu veterinário solicitará para a piometra podem incluir:

Testes de hematologia para determinar se seu gato está anêmico.

Radiografia abdominal para procurar outras doenças, como pancreatite.

Ultrassonografia abdominal para procurar massas ovarianas ou tumores uterinos.

Exames de química de sangue para avaliar eletrólitos, glicose, células sanguíneas, função hepática e renal.

Cultura de urina e sensibilidade para determinar se o gato tem ITU, piometra séptica ou infecção por outra bactéria.

Tratamento para piometra

É importante iniciar o tratamento para piometra o mais rápido possível para obter o melhor resultado. Você também deve acompanhar o seu veterinário até que a condição do gato esteja sob controle.

O tratamento da piometra dependerá do estágio e da gravidade da infecção.

Existem muitas opções de tratamento possíveis para a piometra. Seu veterinário determinará a melhor opção de tratamento com base na idade, condição do seu gato e seus próprios desejos.

O tratamento para a piometra pode incluir:

Antibióticos.

Anestésicos e sedação.

Antibióticos e analgésicos para reduzir o inchaço, a dor e o desconforto.

Oxitocina.

A oxitocina é um hormônio que causa contrações no útero. A oxitocina pode ajudar seu gato a expulsar o conteúdo uterino e expelir o útero com mais facilidade.

Remoção cirúrgica do útero.

Os anestésicos e a sedação podem ajudar o gato a tolerar a cirurgia. Após o procedimento, o gato se recuperará em casa e, em seguida, o veterinário monitorará o gato quanto a complicações.

Vacinas

As vacinas ajudam a proteger contra certas doenças ou enfermidades que podem ser comuns em gatos. As vacinas disponíveis para o seu gato dependem da idade dela e se ela teve uma doença anterior. As vacinas são geralmente recomendadas para gatos para ajudar a reduzir o risco de doenças e diminuir suas chances de ter que tratar seu gato para uma doença. Pergunte ao seu veterinário sobre as vacinas recomendadas para gatos e dê ao gato pelo menos uma dose por ano.

Hábitos saudáveis

Seguir hábitos saudáveis ​​pode manter seu gato com boa saúde. Por exemplo, é importante manter um ambiente limpo e quente com roupas de cama e água frescas. Limpar e lavar a cama do seu gato também pode ajudar a prevenir infecções e doenças. Você pode usar a regra "Seco ou Úmido" para ajudar a determinar se a cama do seu gato precisa ser limpa e lavada.

A dieta do seu gato também pode ter um grande impacto na saúde dela. Por exemplo, se você alimentar seu gato com guloseimas secas em excesso, poderá colocá-lo em um risco maior de obesidade e diabetes. Alimentos saudáveis ​​e nutritivos, juntamente com uma dieta balanceada, podem manter seu gato saudável e com energia.

Também é importante ter uma rotina consistente com seu gato. Se o seu gato tem uma rotina de exercícios diários, isso ajudará a prevenir a obesidade e outros problemas de saúde que podem surgir com a idade.

Plano de saúde

Se você mora em um dos estados que aprovaram leis que exigem seguro saúde, poderá obter cobertura para seu gato. Se você tiver cobertura familiar por meio de seu empregador, poderá adicionar seu animal de estimação ao seu plano. Se você precisar comprar um plano de seguro saúde para animais de estimação,


Assista o vídeo: 00462 Emi napad padaczkowy (Novembro 2022).